Postagens

A boa comunicação nos Fundos imobiliários

Muitos investidores sentem alguma dificuldade para avaliar se a gestão de um fundo imobiliário é boa ou ruim. Sempre recebo as mesmas perguntas de investidores novatos:
(1)Quais as melhores gestoras? (2)Como avaliar uma gestão?
Essa pandemia está afetando os fundos imobiliários em cheio. Mas também está abrindo uma oportunidade única para separarmos o joio do trigo. É na dificuldade que a gente vê quem se destaca. Isso também serve para as gestoras dos fundos imobiliários.
Eu já observava que algumas gestoras apresentam um trabalho diferenciado, enquanto outras são quase desconhecidas. E a crise do Covid-19 deixou isso ainda mais evidente.
Vou começar pelos bons exemplos que eu venho observando na prática.
O fundo HGRE, gerido pela Credit Suisse, no relatório gerencial de setembro de 2019, compartilhou com os cotistas a estratégia do fundo, resumindo a estratégia da seguinte forma: "Um fundo de escritórios, com participações relevantes e exposição preponderantemente em São Paulo.&qu…

As influências nos investimentos e na vida

Creio que a maioria de nós, pequenos investidores, admira algum investidor de sucesso. Muitos admiram o brasileiro Luiz Barsi, muitos admiram Warren Buffett, Peter Lynch etc. São modelos de pessoas que alcançaram a excelência nos investimentos.
A maioria de nós, pequenos investidores, lê os livros que relatam a trajetória dessas grandes referências. Muitos já leram A Bola de Neve, O Jeito Peter Lynch de Investir etc.
E por que gostamos de ler sobre esses grandes investidores? Somente para conhecer a historia de sucesso deles? Somente para saber como eles chegaram lá? Para descobrir como é o perfil dos grandes investidores de sucesso?
Por tudo isso. E, também, para termos uma referência. Sim, uma referência. Precisamos de referência no mundo dos investimentos. Pense no início da sua jornada como investidor. Como você começou a aprender sobre investimentos? Você assistiu vídeos de algum youtuber? Leu livros sobre algum grande investidor? Fez algum curso on line com algum investidor expe…

Independência financeira: eu não foco no longo prazo!

Sim, eu usei um título chamativo. É óbvio que qualquer investidor que persegue a independência financeira tem foco no longo prazo. Temos nosso objetivo de conquistar a aposentadoria antecipada em alguns anos, talvez 15 ou 20 anos, e isso é longo prazo. O objetivo final é sim de longo prazo, pois ninguém “acorda” rico de um dia para o outro. Exceto hipóteses como recebimento de vultosa herança ou de ganhar na loteria, são necessários anos ou décadas de investimento para alcançar a independência financeira, portanto, estamos sim falando de longo prazo.
Mas, nesse texto, gostaria de trazer uma outra perspectiva. A reflexão que faço é a seguinte: não adianta focar só no longo prazo, talvez seja melhor fazer o oposto e focar mais no presente.
Calma, vou explicar meu ponto de vista.
Obviamente, os investimentos têm foco no longo prazo. Investimos para o futuro, para as décadas seguintes. Nosso objetivo final de conquistar a independência financeira e sair da corrida dos ratos é sim um objetiv…

Por que decidi investir em fundos imobiliários?

De início, faço um alerta: cada investidor deve ter os seus motivos. Aqui, vou falar os motivos que me levaram a investir em fundos imobiliários, porém, fique atento, pois esses motivos podem não se encaixar no seu planejamento. Isso é bem individual. O que serve para mim pode não servir para você (como tudo na vida, aliás). Feito o alerta, vamos lá. Anos atrás, lá nos idos de 2015/2016, quando comecei a estudar muito sobre educação financeira, descobri o conceito de “independência financeira”. Fiquei fascinado. Até então, nunca tinha me passado pela cabeça a possibilidade de me aposentar antecipadamente e poder fazer apenas aquilo que de fato me dá prazer (quando falo em “aposentar antecipadamente”, não estou falando da visão tradicional de aposentadoria como uma pessoa de idade avançada em casa sem nada para fazer todos os dias; estou me referindo a ter liberdade de tempo e espaço e não precisar vender meu tempo de vida para meu patrão em troca de ganhar algum dinheiro no fim do mês)…

Rendimentos suspensos: acabou o sonho de independência financeira?

No meio da pandemia imposta pelo novo coronavírus, empresas brasileiras e fundos imobiliários começaram a suspender temporariamente o pagamento de proventos aos investidores. A medida é salutar. A prudência orienta ter caixa nesses momentos difíceis para a economia. O caixa reforçado é necessário para atravessar o período de vacas magras.
Particularmente no mundo dos fundos imobiliários, vários fundos do segmento de shopping center, um dos segmentos mais populares dentre os investidores, zeraram rendimentos no mês de março de 2020, a exemplo de ABCP, SHPH e XPML. Aqueles que não zeraram, diminuíram muito os rendimentos usualmente pagos aos cotistas, como VISC, HGBS e MALL por exemplo.
Nesse contexto, muitos investidores começam a se questionar: rendimentos suspensos, acabou o sonho da independência financeira?
Imagine que você está seguindo seu planejamento rumo a independência financeira. Todos os meses você trabalha, recebe seu dinheiro e poupa uma parte para investir visando o longo…